Nesta terça-feira (6), a Seleção Brasileira Sub-20 se despediu do Torneio Internacional de Toulon ao empatar em 0 a 0 com a República Tcheca, no Stade Jules Ladoumègue, em Vitrolles, na França. Com o resultado, a equipe comandada pelo técnico Carlos Amadeu ficou com quatro pontos, na terceira posição do Grupo C. Os tchecos avançaram para a semifinal em primeiro, com sete pontos.

Ainda pelo Grupo C, a Escócia, com seis pontos e um de saldo, vai disputar o terceiro lugar do Torneio. A Indonésia, que não venceu nenhuma, terminou na última posição da chave.

O jogo

O Brasil iniciou a partida estudando a República Tcheca, que partiu logo para o ataque. Aos seis minutos, Granecny fez bom cruzamento pela direita, e Phelipe se antecipou para afastar o perigo. Na sequência, Lingr cruzou na área, Sasinka se esticou para receber, mas novamente o goleiro brasileiro saiu bem para ficar com a bola. Diante de um adversário taticamente bem organizado, a Seleção teve poucas chances de marcar, mas chegou perto após Fabrício Oya cobrar falta. A bola sobrou no meio, e Juninho chutou para fora. Nos minutos finais da primeira etapa, Paulo Vitor iniciou jogada pela esquerda e cruzou na área, mas Chalus apareceu para fazer o corte.

Com mais iniciativa de jogo na volta do intervalo, o Brasil teve boa chance aos três minutos. Com habilidade, Maicon correu pela lateral e fez finta no jogador tcheco, mas o cruzamento foi bloqueado. Dois minutos depois, Paulo Vitor se livrou da marcação e tocou na área. Vinicius Souza cortou e a zaga afastou. No rebote, Kazu também foi parado pela defesa tcheca. Aos 15 minutos, em uma das melhores oportunidades para a Canarinho, Juninho roubou a bola do adversário, se livrou da marcação e arriscou de longe, explodindo a bola na trave. Com as entradas de Igor, Luan e Gabriel Novaes, o Brasil ficou mais ofensivo e aumentou o volume de jogo. No entanto, não teve sucesso nas finalizações e ficou no 0 a 0 com a República Tcheca.

Brasil: Phelipe; Emerson, Walce, Gabriel Oliveira e Michel Rangel; Kazu, Vinicius Souza e Fabrício Oya (Igor); Paulo Vitor (Luan), Juninho e Marquinhos Cipriano (Gabriel Novaes).