Com apenas 23 anos, Ederson já vive momento espetacular na carreira. Com grandes atuações pelo Benfica, de Portugal, o goleiro é um dos principais nomes da equipe e foi convocado pelo técnico Tite para os dois próximos jogos da Seleção Brasileira, diante de Uruguai e Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA Rússia 2018.

Esta não será a primeira experiência do camisa 1 dos Encarnados na Seleção Brasileira. No ano passado, Ederson foi convocado para a disputa da Copa América Centenário, mas acabou sendo cortado por conta de uma lesão. Com este problema superado, o goleiro só pensa agora em aproveitar cada momento com a Canarinho.

– (A convocação) É consequência do trabalho. Não deixo subir à cabeça, sou um menino tranquilo, procuro viver os momentos, e espero aproveitar muito bem eles agora na Seleção – destacou o jogador, em entrevista à Benfica TV.

Pela última experiência na Seleção, que não foi das melhores por conta da lesão, Ederson revela que o sentimento pela nova oportunidade foi um pouco diferente. O goleiro aproveita para destacar que o bom momento do Benfica tem sido fundamental para a carreira e destaca as experiências passadas pelos dois companheiros de posição no elenco. Entre eles, está Julio Cesar, que tem bela história com a Amarelinha.

– Fiquei muito emocionado e gratificado. O trabalho que venho fazendo no Benfica vem tendo boa visibilidade, não só em Portugal, mas no Brasil e na Europa também, e é tudo fruto deste bom rendimento. O Paulo (Lopes) e o Julio (Cesar) são dois pilares para mim, aprendo muito com eles no dia a dia, aprendi dentro e fora de campo, são goleiros vividos e experientes, e espero continuar evoluindo com eles – acrescenta.

Com Ederson no grupo, o Brasil enfrenta o Uruguai no próximo dia 23, no Estadio Centenário, em Montevidéu. Cinco dias depois, a equipe do técnico Tite recebe o Paraguai na Arena Corinthians, em São Paulo (SP).