Era setembro de 2016. Tite estava na sua primeira coletiva de imprensa oficial pré-jogo à frente da Seleção Brasileira. No Equador, prestes a enfrentar o time da casa pelas Eliminatórias, ele não titubeou e entregou sem mistério a escalação da equipe. Foi aplaudido pelos jornalistas presentes no ato. O mesmo que aconteceu nesta madrugada de quarta-feira, na Arena Corinthians.

Vamos às situações. Em setembro, era a véspera de sua estreia e Tite teve a presença de espírito de responder com a escalação completa tão logo foi levantada a hipótese dele fazer mistério. Chamou a atenção a transparência.

Desta vez, a ocasião pedia algo assim. No momento exato em que a vaga na Copa do Mundo foi confirmada, o repórter Mauro Naves iniciava a sua pergunta e deu a notícia no auditório. Houve um prinícpio e palmas e veio a resposta do técnico Tite. Depois, um dos ícones da cobertura de Seleção Brasileira, o jornalista Osíres Nadal, conhecido como Seu Osires, pediu outra salva de palmas.

- Sabe por quê não quero individualizar? Imagina o dia que eu perder? Aí vai vir tudo em cima de mim. Vamos dividir esse negócio aí - brincou o técnico, que sempre faz questão de exaltar o seu grupo de trabalho.

Independentemente do "pai", ou da família que construiu este cenário, o fato é que a Seleção Brasileira está na Copa do Mundo. Neste momento, de 32 vagas na competição, apenas duas estão preenchidas: a Rússia, anfitriã, e o Brasil.