O Brasil está na semifinal da Copa do Mundo FIFA Bahamas 2017. A Seleção Brasileira venceu o ‘superclássico das areias’ contra Portugal, atual campeão do mundo por 4 a 3 (gols de Datinha (2), Rodrigo e Catarino, e Jordan (2) e Torres, para os lusitanos), há pouco, na noite desta quinta-feira, dia 4, no Estádio de Nassau, em confronto das quartas de final do Mundial, e vai enfrentar a Itália no sábado, dia 6, valendo vaga na decisão. Com o resultado, o Brasil aumentou para 33 sua série invicta, à 37ª vitória em 45 jogos contra os lusitanos – a sexta em sete confrontos em Copa do Mundo – e ao triunfo de número 44 na história da FIFA. Taiti e Irã se enfrentarão na outra semifinal. Festa em verde e amarelo nas areias do Caribe.

– Tô muito feliz com esse resultado! E mais feliz ainda por ter achado aquele gol no final da partida, que nos ajudou a vencer e chegar à semifinal. Eram os campeões do mundo do outro lado, uma seleção que conhecemos bem, e foi um jogo muito intenso, que exigiu demais da nossa concentração, de paciência e calma. Todos estão de parabéns, demos mais um passo na nossa caminhada e agora o foco está todo na Itália. Vamos fortes e com tudo em busca da vaga na final – afirmou o atacante Rodrigo, autor do gol da vitória.

Portugal abriu o placar na saída de bola com Torres: 1 a 0, aos dois segundos. Catarino, aos 12 segundos, deixou tudo igual no placar.  E foi só isso. Mão e Andrade mostravam reflexos e também sorte – a trave salvou ambos em cobranças de faltas – para manter a igualdade até que Jordan, a 17 segundos do fim da etapa, colocou os lusitanos em vantagem: 2 a 1. De pênalti, Datinha empatou (6’49″) e, de falta, o maranhense virou o placar: 3 a 2, aos 8’20″. Em seguida, Mão defendeu o pênalti cobrado por Zé Maria.

Terceiro período equilibrado, nervoso e bem disputado. Jordan deixou tudo igual novamente aos 5’11: 3 a 3. Catarino acertou a trave de Andrade, Portugal chegava com perigo à meta de Mão, até que Rodrigo dominou a bola com o joelho direito e acertou uma linda bicicleta que explodiu no travessão antes de entrar: 4 a 3, aos 9’26″, gol da vitória e da vaga na semifinal.