Depois de 17 anos, Rosana volta a Sydney, na Austrália, com a Seleção Brasileira. Muita coisa aconteceu desde então, mas uma estreia em Jogos Olímpicos, como foi a dela em 2000, na cidade, é algo que não sai da cabeça mesmo depois de tanto tempo.

– É muito louco. Mesmo com tanto tempo passado eu ainda lembro de cada detalhe, desde o voo que pegamos até as pessoas que encontrei na Vila Olímpica. Viemos pela Argentina, em um avião jumbo. Na Vila, tirei fotos com o Guga, Gustavo Borges, Leila, do vôlei – relembra Rosana.

Nas Olimpíadas de 2000, em Sydney, a jogadora era a segunda mais nova do grupo com 18 anos recém-completados – Daniela Alves, com 16, era a caçula – e era titular na lateral esquerda.

Como acontece em todas as edições da competição, o futebol viaja pelo país e, com isso, a Seleção Brasileira conheceu, além de Sydney, Melbourne e Canberra. A delegação só chegou à sede na semifinal dos Jogos e por isso não conseguiu visitar a cidade.

– Esta é a minha primeira vez conhecendo Sydney realmente, porque nas Olimpíadas chegamos aqui na semifinal. Era concentração total, só conhecemos bem a Vila Olímpica mesmo. Mesmo assim é muito bacana poder voltar aqui depois de tanto tempo – avaliou.

Rosana está na cidade australiana com a delegação brasileira para dois amistosos da Seleção contra a Austrália. Os jogos serão nos dias 16 e 19 de setembro no Pepper Stadium e McDonald-Jones Stadium, respectivamente.