Thaisa é daquelas jogadoras discretas. Volante de marcação, que sobe para apoiar, quando necessário, mas colabora muito na parte defensiva. Começou a jogar futebol em Xambrê (PR), sua cidade natal, na rua com os meninos. A chegada à Seleção Brasileira foi em 2013, aos 24 anos.

– Eu não achava que seria convocada para a Seleção, até que foi montado um time bom em Araraquara, e nos destacamos. Fomos campeãs paulistas, em 2013. Acho que aí meu trabalho foi mais visto e tive a oportunidade. 

A primeira convocação, como a de todas as jogadoras, é sempre marcante. Para Thaisa não foi diferente. Chegou à concentração e encontrou Marta, Formiga, Cristiane, mulheres que ela assistia pela televisão e lhe inspiravam, de repente, ia jogar com elas. Hoje, a volante é quem inspira diversas meninas que querem ser jogadoras de futebol.

– Imagina você chegar e estar Marta, Formiga, Cris ao seu lado. No início, eu não sabia direito o que fazer, mas depois elas me receberam tão bem que foi tudo natural. É legal saber que você é inspiração para outras meninas, apesar de eu não me ver assim. Eu busco ser um espelho para os meus sobrinhos e apoiar também essas meninas que querem ser jogadoras – contou.

Assista a essas e outras histórias que Thaisa contou para a CBF TV.